quarta-feira, janeiro 10, 2007

Sintra

Entre os postais do meu avô encontrei um pequeno livrinho com uma dúzia de ilustrações sobre a vila de Sintra. Desconheço a data em que tenham sido impressos ou mesmo adquiridos. Imagino que sejam do final do Séc. XIX ou início do Século XX.

Não pude deixar de lembra o episódio d'Os Maias em que o Carlos da Maia vai com um amigo até Sintra. O cenário seria muito parecido com este.





























No interior do livro de imagens o meu avô deixou estes dois postais.



8 comentários:

Bic Laranja disse...

Mas que magnífica colecção! Obrigado!

pedro macieira disse...

Muito interessante este conjunto de antigas imagens de Sintra.
Serei um visitante atento.
Pedro Macieira

MeninosdaAvo disse...

Já conhecia os postais de Sintra (ou Cintra)!
Acho que os postais antigos são uma forma muito interessante de divulgar o nosso património.
Também divulgaremos o blog e estaremos atentos a novidades.

Nhua disse...

Obrigada pela chamada de atenção para este teu cantinho do Antigamente!!
É sempre uma delícia poder ver como era a minha (nossa) querida Sintra, Cintra, Cinthya ou Xentra....Este Monte da Lua mágico em tempos que já lá vão, quando tudo era ainda mais verde e selvagem!!!

OBRIGADA!!

Anónimo disse...

Parabéns, finalmente encontram um blog de imagens interessante e despretensioso.
O autor apresenta-nos apenas as recordações deixadas pelo seu avó-paterno, sem qualquer vaidade de si próprio, ou de aquisição de exposição pública "à viva força", ou até mesmo de aquisição de estatuto social ou cultural, apenas olhamos para estas imagens recolhidas por um avó que compreendeu o sentido do passado.
Mais uma vez, agrada-me profundamente a seriedade de apenas ter um blog de imagens que nos alerta, essencialmente, para a questão primordial do passado que se centra no olhar e senti-lo como uma constante sistemática e incontornável nas nossas vidas: A GRANDE REFERÊNCIA, e neste caso quer ao nível particular, (porque senão fosse o seu avó não teríamos este blog), e ao nível geral.
Sem a construção e a manutenção séria e desprendida de memórias particulares não conseguimos construir a memória colectiva.

Jofre Alves disse...

Afinal “antigamente” era bem melhor do que hoje, como se vê neste interessante e agradável blogue, de grande qualidade. Parabéns e bom fim-de-semana.

africamente disse...

Um novo espaço de encontros e amizades , com videochat, mapas, blogs, albuns de fotos, videoteca, música e noticias sobre Africa! www.africamente.com

Hugo disse...

ola

boa continuação na divulgação do nosso passado -
excelente trabalho de memória

cumprimentos
hugo